26 de set de 2013

Façam barulho, estamos em aula! #JornalistaValeMais


Estudantes de jornalismo, professores da UFPA e jornalistas unidos pelo piso salarial e condições dignas de trabalho.
Estudantes de jornalismo, professores da UFPA e jornalistas unidos pelo piso salarial e
condições dignas de trabalho. Foto: Mídia Ninja

Post carbonnizado do blog do Pedrox onde ele fala da experiência em ministrar aula em frente do prédio da rba!!! (o quê maluco onde??? repete isso aew!!!) isso mesmo uma aula na prática punk, pura adrenalina, no olho do furacão pra ninguém botar defeito. Movimento de greve rolando solto e os professores e alunos junto, coisa que nenhum laboratório seja qual for a universidade vai poder fazer. Gostaria muito de poder ter participado da aula, mas estou em luta/greve contra as péssimas condições de trabalho que a prefeitura de Belém nos submete (falo da greve das categorias dos Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate de Endemias), mas essa outra luta fica para o próximo post.

Trecho do post do Pedrox.

Façam barulho, estamos em aula! #JornalistaValeMais

Turma de 2013 do curso de Jornalismo da UFPA participou de uma aula especial com jornalistas em greve do Diário e do DOL e representantes do Sinjor.

Nesta quinta-feira (26) a greve dos profissionais do Diário do Pará e do DOL, em prol do piso salarial (de R$ 1.900) e condições dignas de trabalho, completou uma semana. Mas isso não aparece na mídia tradicional, nem no concorrente. É clara a tentativa patronal de tentar ganhar no cansaço e desarticular o movimento.
Os jornais estão saindo e o portal atualizado numa operação que consiste no aumento abusivo da carga de trabalho de quem não optou pela greve, no “empréstimo” de funcionários dos outros veículos da empresa (como Rádio Clube e TV RBA) e na contratação de “free-lancers” para complementar a equipe.
Para entender um pouco mais a respeito, também vale a pena assistir o debate “Quanto vale um jornalista?” que aconteceu na quarta-feira, 25 de setembro de 2013, às 20h, no Sindicato dos Jornalistas do Estado do Pará:
Sabendo que pela imprensa nada será dito e as redes sociais, por mais que ajudem bastante, não conseguem transmitir completamente a realidade do que está acontecendo, eu e Brenda Taketa, professores da UFPA de Laboratório de Jornalismo Impresso I (respectivamente Planejamento Visual e Redação), com a autorização do professor Ronaldo Guerra (Fotojornalismo), planejamos uma aula com nossas turmas no epicentro deste importante momento de luta da nossa profissão: a frente do prédio do grupo RBA/Diário do Pará.