7 de ago de 2013

21 Judas-vereadores-Iscariotes

Em junho os grandes centros urbanos fervilharam com as manisfestações oriundas da sociedade brasileira diferentes grupos sociais sairam às ruas para reivindicar melhorias no sistema público de transportes o que acabou abrindo espaço para protestos das mais variadas pautas, como reforma agrária, política, melhorias salariais tanto na esfera pública quanto na privada.

Muita gente questiona se valeu a pena tanto "barulho", "quebra-quebra", "vandalismo", passeatas, reuniões com líderes do executivos das três esferas: munipal, estadual e federal.

Passado quase dois meses do início do levante popular a Camara municipal de Belém votou hoje um projeto para implantação do passe livre de autoria do vereador Fernando Carneiro (PSOL). o projeto foi rejeitado, De 32 parlamentares presentes, 14 votaram a favor e houve 18 abstenções. Três ausências foram registradas. 

18 abstenções!!! 

18 covardes? 

3 omissos? 

Como pode um vereador se abster de votar algo de suma importância aos moradores de Belém não é possível que eles não tenham uma idéia a respeito sobre o tema. O que eles fizeram no recesso que não avaliaram com calma o projeto de passe livre? Que viajassem mas também destinassem um tempo para as reivindicações, justas por sinal, da população de Belém.

No momento alguns vereadores buscam como solução um plebiscito para que a população vote, tome a frente de seus direitos que são negados por quem deveria zelar e ampliar. Isso é culpa dos 21 Judas-vereadores-Iscariotes.

P.S: Como a votação foi sigilosa não tem como saber o nome deles; por enquanto.

P.S2: Hora de voltarmos às ruas!


Com informações baseadas em: Notícias ORM