Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2008

BOLETIM INFORMATIVO

Essa Postagem talvez ajude quem esteje fazendo trabalho de radiojornalismo vou disponibilizar dois boletins informativos, produzidos pela MW SAT uma "empresa de comunicação" líder de audiência! rs!.

O primeiro boletim é de nóticias em geral! O Expresso Notícias é só clicar no nome e baixar.

O segundo é um boletim de esportes e na minha opnião é o que ficou melhor! A Hora do Esporte.

Créditos: Bruno Figueiredo, Érico Macedo, Héden Warlen, Luis Jr.

A DIVINA COMÉDIA

Normalmente eu espero terminar um livro para depois pensar em por no blog mais com este livro foi diferente desde de que comecei a ler ele, imaginei em colocar no Carbonno14 ainda mais impulsionado pela curiosidade do site http://www.stelle.com.br/ do jornalista, escritor e etc Helder da Rocha ele "traduziu" O inferno e o Purgatório de uma forma diferente e legal. Pra quem nunca ouviu falar de Dante Alighieri e sua Divina Comédia pode começando pelo wikipédia ou mesmo pelo site que o Helder criou o qual eu já citei o stelle. Até aí tudo bem o engraçado é que baixei as traduções do site li algumas páginas gostei mais acabei deixando um pouco pra escanteio, ocorre que "garimpei" um exemplar na Unama, universidade em que estudo bem interessante e ela está em prosa igual a do Helder. Mas sem a riqueza de detalhes encontrada no site.

Essa outra Divina Comédia a que me refiro é a que foi "traduzida" por Fábio M Alberti, pela editora Nova Cultural e quando por cu…

Um Clube

Rubem Braga
21 de setembro de 1939 Meu rumoroso amigo Jorge Amado fundou no Rio, nas páginas de Dom Casmurro, um clube denominado Clube dos Chatos. Elementos de conceitos nos meios literários cariocas integram sua diretoria. Não direi aqui os nomes porque não cultivo o mesmo esporte perigoso de Jorge, que é comprar inimigos. Jorge pode fazer isso, porque ele sabe também comprar amigos: é um desses rapazes em que as pessoas sensíveis reconhecem “uma simpatia irradiante”. Mas não sou Jorge Amado, nem mesmo baiano, sou capixaba, o que é uma fórmula geográfica de não ser coisa alguma. Sem essa faculdade de comprar amigos por atacado não cometerei a imprudência de comprar inimigos em grosso. Amigos e inimigos eu os compro e vendo lentamente, a retalho: faço negócio miúdo. Minha cara não ajuda o aliciamento em massa de afetos. Isso não me impede de ser mediocremente simpático. Eu me consolo pensando que há homens decididamente antipáticos, como o poeta Carlos Drummond de Andrade, que nem por …