19 de jun de 2008

Perfil Narcisa Tamborindeguy

Por: Bruno Figueiredo


Que onda nada, maremoto talvez seja um adjetivo mais apropriado para a famosa socialite Narcisa Tamborindeguy. A gloriosa agitadora da noite chique do Rio de Janeiro revela o lado pitoresco e excêntrico das altas rodas fluminense, mas não é só lá que existem pessoas com estas carcterísticas. A verdade é que conheço inúmeras Narcisas, só que todas são pobres e dificilmente darão pano pra manga. já esta Narcisa além de endinheirada, faz a alegria da galera e tira o país da monotonia de Dilmas, Lulas, CPIs.


O episódio do seio de fora no Baile do Copacabana Palace entro para o rol de flagras perpetrados pela Rede TV!, mas não era carnaval? Então se esqueceram de avisar que a um bom tempo o Brasil é um carnaval sem fim com toda carga de ironia autodestrutiva pincelado com humor negro. O brsileiro ri pra não chorar!


Essa carioca cosmopolita, qual carioca não é cosmopolita? Nascida na camada "up" da sociedade brasileira esbanja bom humor acalentando os sonhos de muitos de viver e ser feliz sem ter de dar explicações ou se preocupar com os vencimentos do alugel, é a personificação do bem estar proporcionado pelo dinheiro.


O que alguns como o doutor Alexandre Merheb teóricos afirmam tratar-se da geração saúde, no qual os verdadeiros dramas sentimentais sucumbem a uma boa maquiagem ou a uma escapada proporcionadas por drogas sintéticas.


Amadas pelos paparazzi e pelas suas "amigas" como a emergente Vera Loyola, Narcisa é organizadora das mais badalas festas no Rio de Janeiro, festas que geram um material e tanto para os fofoqueiros de plantão. Porém não é só em seus "eventos" que ela é o foco das atenções, autora de barracos memoráveis como o da festa de casamento de Constança Teixeira de Freitas com o herdeiro françês Thierry Costes, na casa da avó da noiva, Evinha Monteiro de Carvalho. Outro episódio foi atirar ovos em quem passava na rua e que mereceu matéria no Jornal Nacional. Sua defesa em entrevista para o site revistaquem "Não joguei ivis em ninguém. Tudo não passou de uma brincadeira de adolescente que pediram pra gente inventar depoimentos sobre atirar ovos. O que era brincadeira foi parar no You Tube como se fosse verdade. Há também espaço para caridade na vida de Narcisa Tamborindeguy madrinha da instituição de caridade "Lar de Narcisa" que abriga 200 crianças.



A socialite, advogada, jornalista e escritora Narcisa parece mesmo não ligar as elucubrações filosóficas que fazem em torno dela. Tornar real o carpe diem é seu verdadeiro objetivo. Mesmo que para isso seja necessário espor um seio ou ficar dependurada em um helicóptero em Angra dos Reis.